Retorno Sobre investimento

Já falamos em um post anterior sobre as métricas e índices que ajudam a medir a saúde financeira de seu negócio. Hoje, falaremos sobre um outro importante índice, o ROI – Return Over Investment que, na tradução literal para o português significa Retorno Sobre Investimento. O ROI, como seu nome já nos traz, é um indicador que permite ao empresário calcular a sua taxa de retorno para cada investimento feito. Ou seja, ele permite aferir, para cada real investido, qual foi o retorno (ou perda…) dele resultante.

O ROI pode ser utilizado para se medir o retorno tanto de investimentos pontuais, específicos, quanto de investimentos mais amplos. Posso, por exemplo, utilizar o ROI para medir o lucro resultante da inserção de um novo produto em minha loja. Da mesma forma, o Retorno Sobre Investimento pode ser empregado para dimensionar o retorno do meu investimento sobre a totalidade de minhas vendas, de todos os produtos que vendi.  O cálculo do ROI é bastante simples, e é feito por meio da fórmula:

                      ROI = (GANHO – INVESTIMENTO INICIAL)

                   ——————————————   x 100

                              INVESTIMENTO INICIAL

Para ficar mais claro, vamos a um exemplo.

Pense que você tem um mercadinho e quer comercializar um novo produto, como pães caseiros, por exemplo. Para calcular o Retorno Sobre Investimento, primeiramente você precisa saber qual foi o seu gasto inicial. Suponha que, em um mês, você tenha vendido 500 pães, cada um a 10 reais. Logo, multiplicando a quantia de pães pelo seu valor individual, chegamos ao ganho total de R$ 5 mil.

Agora que você já sabe quanto ganhou, é preciso calcular qual foi o investimento inicial necessário para se fazer os 500 pães. Aqui, deve-se computar tudo, desde o gasto com ingredientes, gás para o forno, mão de obra, energia elétrica etc. Vamos supor, então, que o meu investimento total no mês tenha sido de R$ 2,5 mil.

Colocando na fórmula, chegamos ao seguinte resultado:

       (5 – 2,5)               2,5

      ————   x 100  ——> ——- x 100    —–> 1 x 100 —->   ROI de 100 %

          2,5                                  2,5

Neste caso, portanto, ao longo de um mês, o retorno obtido com a venda de pães caseiros foi de 100%.

Inclua todas as despesas no investimento inicial

O ROI é uma métrica bastante simples e direta. No entanto, essa simplicidade pode ser uma armadilha para aqueles empreendedores mais desatentos. Assim como outros indicadores, para que o ROI realmente cumpra a sua função, ele precisa ser abastecido com dados precisos.

Um dos erros mais comuns e que pode distorcer os resultados do ROI é a indicação não exata dos custos com o investimento inicial. Imagine se, retomando nosso exemplo, o valor do investimento inicial tivesse sido subestimado e, ao invés de R$ 2,5 mil, tivesse sido calculado em R$ 1 mil? O proprietário estaria iludido com um retorno de 400% quando, na verdade, ele é de 100%…

Portanto, inclua TODOS os gastos envolvidos na operação, no seu investimento, mesmo aqueles que aparentemente trazem pouco impacto às contas.

Faça medições constantes

A medição do Retorno Sobre Investimento deve ser feita constantemente. Um certo investimento deve ser analisado ao logo de diversos períodos, ou seja, a curto, médio e longo prazo. O ROI de abertura de um negócio, por exemplo, deve ser medido ao longo de vários anos. Assim, a cada medição, é possível saber se está havendo retorno real ou, pelo contrário, o investimento está sendo perdido.

Além do mais, vale aqui registrar, que uma métrica sozinha, um índice único, pouco ou nada tem a dizer sobre a saúde financeira de um negócio. Uma empresa é um todo complexo, um emaranhado de relações e que perpassa muitas áreas.

Portanto, para se obter uma visão precisa e acurada da saúde financeira de uma empresa, as métricas devem sempre ser tomadas em perspectiva. Paralelos entre os diferentes índices precisam ser traçados, comparações e contraposições devem ser feitas. Quanto mais índices, quanto mais dados à disposição do empreendedor, mais refinada é a análise e, consequentemente, melhores, mais assertivas e mais qualificadas são decisões.