Factoring, também conhecido como antecipação de recebíveis ou fomento mercantil, é a transferência de direitos creditícios de uma parte à outra mediante taxas.

O que é factoring?

Factoring, também conhecido como antecipação de recebíveis ou fomento mercantil, é a transferência de direitos creditícios de uma parte à outra mediante taxas. Na prática, o que ocorre é a “venda” do direito de crédito de uma nota fiscal ou outro documento creditício, de uma parte à outra. No caso, a parte “compradora” é a empresa de factoring, que passa a ser a credora dos valores constantes da nota fiscal, e a “vendedora” é a empresa que procurou os serviços de factoring.

Como funciona o factoring?

Ao comprar os direitos de crédito, a empresa de factoring (faturizadora) antecipa parte dos valores à parte que os vendeu (faturizada). Assim, ela adquire a titularidade total da cobrança futura do valor constante do documento de crédito.

Exemplificando: uma empresa X procura a factoring E para antecipar os créditos resultantes de uma venda a prazo que realizou à empresa Y. Essa venda está registrada em um documento, como uma Nota Fiscal, por exemplo, com prazo de pagamento para daqui a 60 dias. A empresa X, no entanto, precisa imediatamente de capital de giro e não pode aguardar o prazo do pagamento. Para obtê-lo, ela “vende” essa NF à empresa E, que antecipa parte dos valores constantes desta nota fiscal. Agora, a factoring E é quem passa a ser a credora dos valores da NF, é quem fará a cobrança junto à empresa Y.

Há também, no entanto, outras modalidades de factoring. Veja abaixo:

Quais são as modalidades de uma factoring?

Como nos traz o advogado Wieland Puntigam Travnik em seu artigo “Das diversas modalidades de factoring”, são 4 as formas que o factoring assume.

  1. Convencional: é a modalidade que expusemos acima, também chamada de contrato de fomento mercantil convencional. Ela é caracterizada pela cessão de créditos de uma parte à outra mediante a antecipação de valores a receber em uma operação efetuada com um terceiro.
  2. Maturity e trustee: a antecipação de crédito não ocorre nesta modalidade. O pagamento das faturas é feito em data certa e determinada. Aqui, há somente a cessão de titularidade creditícia e a operacionalização da cobrança junto aos terceiros envolvidos. A empresa de factoring, nesta modalidade, assume previamente o risco da inadimplência.
  3. Factoring internacional: como seu próprio nome diz, é uma modalidade que envolve empresas em países diferentes. A empresa faturizada e o devedor do título de crédito não estão no mesmo país. Segundo Tavnik: “A cessão de crédito é regida pela legislação do país de exportação, já a notificação da cessão do crédito e a cobrança conforme a Lei do país de importação.”
  4. Matéria-Prima: é parecida com a modalidade convencional. A diferença, no entanto, é que a faturizadora adquire diretamente as matérias primas e insumos e os entrega à faturizada. Em contrapartida, a factoring recebe parte das vendas futuras resultante da transformação dessa matéria prima em produtos. É, portanto, uma atividade de fomento mercantil, que garante as condições produtivas à empresa faturizada.

Por que utilizar uma factoring?

Como trouxemos, as factoring são empresas de fomento mercantil, parceiras dedicadas ao crescimento e desenvolvimento de pequenas e médias empresas. Portanto, ao contratar uma factoring, sua empresa se beneficia de:

  • Antecipação de créditos – ao antecipar seus créditos, pequenas e médias empresas conseguem aumentar sua liquidez. Assim, fica mais fácil manter o capital de giro e ampliar os estoques, resultando em maior solidez e aumento de vendas.
  • Despreocupação com a cobrança – nada mais chato e oneroso do que ficar em cima dos clientes para receber. Ao contratar uma factoring, a cobrança deixa de ser uma preocupação. Assim, sobra mais tempo para se dedicar ao que realmente importa!
  • Planejamento financeiro – saber quando e quanto receber, independentemente da pontualidade de seus clientes! Ao passar pelo processo de faturização de créditos, você recebe na hora o que precisa.  Problemas com atraso e inadimplência ficam por conta da empresa de factoring, que agora é a detentora dos créditos.
  • Dinheiro sem burocracia – diferentemente dos empréstimos feitos por instituições financeiras, aqui não há burocracia. Nome sujo ou problemas financeiros não são impedimentos para a antecipação de créditos. A análise para a liberação dos recursos é feita fatura a fatura. Importa muito mais na análise a saúde financeira de quem paga a fatura do que de quem a emite.
  • Agilidade e transparência – empresas modernas de factoring operam de forma totalmente digital. Todo o processo é feito de maneira eletrônica, com rapidez e agilidade. Estando tudo ok, a liberação dos recursos acontece em menos de 24 horas!
  • Liberdade para utilizar o dinheiro como bem entender – ao receber uma antecipação de crédito, sua empresa é livre para utilizar o recurso da forma que considerar necessária. Não existem condicionantes e direcionamentos, como muitas vezes ocorre nas linhas de créditos e empréstimos convencionais. É mais liberdade para você administrar o seu negócio!

Quem é o público alvo?

Todas as empresas podem se utilizar dos serviços de factoring. No entanto, pequenas e médias empresas são as que mais se beneficiam da antecipação de recebíveis. Isso acontece em grande parte pela dificuldade por elas encontrada na obtenção de crédito junto às instituições financeiras tradicionais, como bancos, por exemplo.

Não há quantidades mínimas ou máximas de créditos, nem limitação de valores a serem antecipados. A análise é feita pontualmente, documento a documento, nota a nota. É mais liberdade e segurança para você planejar o crescimento financeiro de sua empresa.

O que é fomento mercantil?

Fomentar significa estimular, fazer algo se desenvolver. Mercantil está relacionado à palavra mercadoria, ao comércio.

Portanto, fomento mercantil pode ser entendido como o estímulo ao comércio, à produção e venda de mercadorias.

Empresas de factoring são instituições de fomento mercantil, uma categoria com classificação própria no ordenamento jurídico mundial e brasileiro. Suas regras e operações próprias diferem das instituições financeiras, que são fiscalizadas pelo Banco Central.

Se você se interessou pelo assunto, sugerimos a leitura deste artigo, elaborado pela Associação Nacional de Fomento Mercantil.

Como contratar uma factoring?

Existem diversas empresas de factoring no mercado. No entanto, poucas são as que oferecem um serviço totalmente digital, transparente, ágil e com taxas competitivas.

Se você busca uma parceira para alavancar os seus negócios, conheça a Exten, uma empresa com uma Plataforma Digital Inteligente voltada para atender as demandas de seu negócio.

Então ficou interessado? Faça agora uma simulação e conheça as todas as taxas e condições oferecidas pela Exten. É rápido e sem custo!