Antecipação de recebíveis pode ser descrita, de forma breve, como um contrato firmado entre duas partes (pessoas jurídicas) para a antecipação de numerário e transferência de titularidade de créditos a receber de uma parte para a outra, mediante a estipulação de uma taxa de juros.

O conceito pode parecer complicado num primeiro momento, mas na verdade ele é bem simples. A antecipação de recebíveis, também chamada de factoring, ocorre quando uma empresa vende seus créditos a receber (notas fiscais, duplicatas, promissórias etc) a uma instituição mercantil. Essa instituição, por sua vez, antecipa à empresa parte dos valores que ela receberia de seu cliente e, por fim, assume a titularidade total do crédito futuro.

Vamos a um exemplo ilustrativo para melhor entendermos como funciona a antecipação de recebíveis.

Pense que a empresa X produz e vende tijolos. Ao vender seus tijolos, essa empresa emite a um de seus compradores uma nota fiscal, com prazo de vencimento de 30 dias.

Suponhamos, por exemplo, que essa empresa X busque precise aumentar imediatamente seu fluxo de caixa. No entanto, naquele exato momento, não dispõe de capital para tanto, ou seja, não pode aguardar os 30 dias da data de vencimento da Nota Fiscal.

Para obter os recursos necessários, a empresa X vende os direitos creditícios de sua nota fiscal a uma instituição mercantil, que aqui chamaremos de Y. Essa instituição Y, por seu turno, antecipa à empresa X os valores constantes na nota fiscal, mediante uma taxa de juros a ser acertada contratualmente, e passa a ser a detentora dos créditos totais a serem pagos futuramente, daqui a 30 dias.

Quais os benefícios da antecipação de recebíveis?

Adiantamento de recebíveis

Agora que você já entendeu como funciona a antecipação de recebíveis, é hora de saber quais são os benefícios desta prática e conhecer as vantagens oferecidas pela Exten!

Uma das principais vantagens da antecipação de recebíveis é a facilidade na obtenção de créditos, o que é particularmente importante para médias, pequenas e microempresas, que muitas vezes padecem com a dificuldade e burocracia na obtenção de empréstimos junto a bancos e instituições financeiras tradicionais, veja aqui a diferença entre a antecipação de recebíveis e empréstimos bancários.

Na Exten, o processo de análise e liberação de crédito é feito totalmente on-line, e em minutos você recebe uma proposta sobre os valores e condições da aprovação. O cadastro e a análise das notas é totalmente gratuito!

Além da agilidade no acesso ao crédito, geralmente, a taxa de juros praticada na antecipação de recebíveis é menor do que as praticadas em outras modalidades similares. Essa taxa, no entanto, varia de operação para operação, de cliente para cliente, a depender do risco de crédito e do histórico de operações de cada um junto à Exten.

Não existem valores mínimos ou máximos por Nota Fiscal, ou seja, notas de qualquer valor podem ser antecipadas. Também não há limites para o número de operações!

Outro grande benefício da antecipação de recebíveis é a previsibilidade. Como os valores antecipados são oriundos de vendas já realizadas, todo o planejamento financeiro e fiscal de sua empresa pode ser visualizado de forma mais clara e palpável, o que geralmente não acontece com um empréstimo, que muitas vezes é feito com base em estimativas e projeções nem sempre realistas.

Ao contratar a antecipação de créditos, todo o processo de cobrança dos recebíveis fica a cargo da Exten, o que traz segurança e agilidade para o seu negócio.

A antecipação de crédito (factoring) é uma operação legal?

As operações de antecipação de crédito, também chamadas de factoring, são atividades de fomento mercantil amplamente praticadas no Brasil, cuja regulamentação se dá de forma pulverizada em diversas leis, códigos, instruções normativas, resoluções e outras.

Apesar de dispersa, ou seja, não existir uma legislação específica voltada exclusivamente à antecipação de créditos, a atividade é amplamente respaldada pelo ordenamento jurídico brasileiro. Veja aqui uma compilação do embasamento legal sobre a matéria.

Por desconhecimento, ainda há uma certa mítica negativa envolvendo as operações de antecipação de crédito, uma visão equivocada e depreciativa que desconhece a regulamentação e fundamentação legal da atividade.

Isso, em grande parte, é decorrente de uma Circular do Banco Central, do ano de 1982, que basicamente proibiu por um período a atividade no país.

Nos anos seguintes, no entanto, o entendimento sobre a matéria foi totalmente alterado, tendo como marco a Circular nº 1359, no ano de 1988, que fez clara distinção entre atividade de fomento mercantil e as atividades praticadas por instituições financeiras, e permitiu a retomada das operações de antecipação de crédito no país.

Para um melhor entendimento deste histórico, sugerimos a leitura deste texto, disponibilizado no site da ANFAC – Associação Nacional de Fomento Comercial, que é a maior entidade representativa do setor de fomento comercial do Brasil.

Conheça a Exten

Agora que você já sabe de todo o panorama desta importante atividade mercantil de fomento que é a antecipação de crédito, nada melhor do que conhecer os serviços oferecidos pela Exten.

Entre em contato através do e-mail meajuda@exten.com.br, pelo telefone (11) 5054-4952 ou através do chat da Exten e informe-se de todos os benefícios disponíveis para fazer a sua empresa crescer ainda mais.